Escolher um masturbador masculino pode ser uma tarefa divertida, se o homem souber o que e como procurar. Pouco difundido, esse acessório pode auxiliar o homem a se conhecer sexualmente. Isso, além de desenvolver sua segurança, pode garantir uma prática sexual satisfatória para ele mesmo e sua parceira ou parceiro.

Mas o que buscar em um masturbador masculino? Existe algum modelo ideal bem como mais adequado?

Conheça agora!

Conhecendo o masturbador masculino

Primeiramente, vamos reforçar que não existe um tipo melhor ou pior; tudo dependerá da sua preferência, e você só descobrirá isso se conseguir se livrar do preconceito e permitir conhecer a si mesmo.

Ele pode a forma de várias parte do corpo, como boca, glúteos e ânus, vagina, dentre outros. O masturbador masculino pode, também, ter relação com um objeto que nada tenha a ver com sexo. Não há limites ou normal e anormal aqui; vale tudo na hora do prazer, desde que respeite seus limites e sua saúde.

O Masturbador Masculino Com Aquecimento – King Arthur – S-hande é um exemplo de acessório que não remete à uma parte do corpo – ao menos externamente. Com nove vibrações e função de aquecimento de até 38º, garante o prazer, primordialmente, através das sensações.

Já o Masturbador Masculino Vagina Maggie Pocket Pussy – Baile, por outro lado, aparenta ser uma vagina. Feito com cyberskin, possui um toque aveludado que imita a textura da pele humana. É, em outras palavras, mais “tradicional”.

Mas existem variações dos modelos tradicionais, como o Masturbador Masculino Vagina Lanterna 7 Vibrações – Dibe, que remete à vagina, mas possui uma lanterna e sete vibrações diferentes.

Essa outra versão, chamada Masturbador Masculino Lanterna Vai e Vem com Voz – Formato Vagina – Dibe, possui até voz! Além disso, tem sete velocidades de vibração com os movimentos de vai e vem.

O que procurar em um masturbador masculino?

Para ter uma boa experiência, procure por acessórios que:

  • Seja confortável: Pode parecer bobagem, mas o mito do “orifício pequeno” faz com quem alguns homens comprem masturbadores muito apertados e que apertam seus membros. Além de causar até problemas de saúde, prejudica a experiência. Sendo assim, foque sempre no conforto!
  • Tenha fricção reduzida: Durante o uso, um masturbador com fricção muito intensa pode machucar o pênis, causando até assaduras. Por isso, busque por modelos que não apresentem uma fricção muito grande entre o material do acessório e o membro.
  • Não faça muita sujeira: Poucas pessoas lembram disso, mas dar um fim adequado ao esperma é prático e pode até evitar problemas de saúde. Opte por acessórios que não façam muita sujeira durante e após o uso.

Quanto aos materiais, apesar da variedade, destacamos o silicone ou o TPE. Como você pôde ver, todas as sugestões que trouxemos aqui são de silicone ou um material similar conhecido como cyberskin.

A qualidade desses materiais é superior, mais realista e proporcionam uma melhor experiência. Por conta disso, o custo de produção aumenta e, consequentemente, o valor do produto. O investimento aqui, entretanto, é vantajoso! Afinal, usar um masturbador que machuca, não é confortável ou não gera o prazer desejado pode ser bem frustrante.

O TPE, por sua vez, é um plástico “macio” que pode substituir o silicone. Quando bem produzido, é eficaz em sua proposta, mas ainda fica aquém do silicone e do cyberskin.

Últimas dicas

Vamos abordar agora dois pontos muito importantes: o orifício e a higienização.

O primeiro, grande responsável pelo prazer gerado pelo masturbador masculino, possui vários tamanhos. Vai da pessoa encontrar o que melhor se encaixa ao seu órgão. Há, também, os que preferem orifícios mais apertados – e não há problema aí. Apenas tome cuidado para o orifício não apertar muito.

Os orifícios podem ter ou não a presença de texturas. Apesar de essa característica variar de acordo com as preferências de cada um, frisamos que os orifícios com texturas são mais próximos da realidade. Isso pode ser – ou não – uma vantagem. Novamente, varia de acordo com o gosto pessoal.

Vamos abordar agora a limpeza do aparelho. Por estar em contato direto com o pênis, uma área sensível do corpo e que pode desenvolver infecções e alergias, o masturbador precisa ser limpo com frequência. Para isso, você pode usar soluções específicas para acessórios eróticos ou o sempre tradicional e eficiente “água e sabão”.

Secar bem o produto antes de guardá-lo também faz a diferença – e onde armazená-lo também pode aumentar sua proteção. Sem exposição ao Sol, poeira e demais impurezas é o ideal, porém não o deixe perdido no armário por muito tempo, pois pode haver o acúmulo de sujeira e pó nesse caso.

Por fim, lembre-se de higienizar o produto antes do uso, e não apenas depois. Dessa forma, você alcança o prazer com segurança e bem estar.

Gostou das dicas? Considera adquirir um masturbador? Clique aqui para mais opções recomendadas, e divirta-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *